quinta-feira, 29 de março de 2012

AEROPORTO LEITE LOPES - Reunião marcada

Ficou marcado para dia 04 de Abril, às 10 horas, a reunião para discutir a MINUTA do convênio do AEROPORTO LEITE LOPES. O encontro será na Secretaria de Transporte do Estado. Estará presente nesta reunião, Prefeitura de Ribeirão, DAESP, DERSA, PGE ( Procuradoria Geral do Estado) e Secretaria de Transporte. Vamos manter o acordo feito com o Governador Geraldo Alckmin de fazer a nova malha viária de 3 km.  A expectativa que tenho desta reunião é que o ESTADO recue na proposta feita pelo Secretário Saulo de Castro na última reunião em São Paulo e mantenha o que foi COMBINADO e DEFINIDO pelo Governador Geraldo Alckmin no Palácio Bandeirantes. Estamos levando a MINUTA do Convênio corrigida e se o ESTADO concordar, será assinado na hora. Assim solucionamos mais um capítulo desta novela mexicana, buscando um final feliz para o AEROPORTO e consequentemente para a cidade e região de Ribeirão Preto.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Peço uma nova reunião sobre o AEROPORTO LEITE LOPES

Muita gente me pergunta o que vou fazer agora que o Secretário exigiu que a Prefeitura assumisse o REASSENTAMENTO avaliado em 15 milhões até agosto deste ano e mais 10 milhões em 2013.  Vou continuar mantendo a palavra de assumir a MALHA VIÁRIA do entorno do AEROPORTO que será de 3 km e as galerias. Pedi ao Secretário Saulo que absorva a demanda de DESAPROPRIAÇÃO e ASSENTAMENTO das famílias conforme DEFINIDO pelo Governador Geraldo Alckmin e que dê início conforme cronograma físico-financeiro do CONVÊNIO, com  início das obras para agosto deste ano. Já ligue na Secretaria de Transporte e pedi para marcar outra reunião com URGÊNCIA, poís o nosso JURÍDICO já analisou a MINUTA DO CONVÊNIO e quer entregar ao Secretário Saulo, DERSA, DAESP e PGE o que foi definido. Ou seja, vamos discutir os valores que são diferentes do apresentado pelo ESTADO ( Malha Viária) e assinar o que foi ASSUMIDO pelo Governador.

quarta-feira, 21 de março de 2012

União de Forças: Prefeitura e Servidores Municipais - Jornal A Cidade

OUTRO CAPÍTULO SOBRE O AEROPORTO LEITE LOPES

Enquanto o governo do Estado investe em outros AEROPORTOS administrados pelo DAESP, em Ribeirão Preto o DAESP quer que o Município repasse verba para o ESTADO para que os investimentos sejam feitos. Não foi isto que foi combinado com o Governador Geraldo Alckmin no Palácio Bandeirantes em 2011. Tanto que o próprio governador afirmou várias vezes em entrevistas para a imprensa local que a prefeitura ficaria responsável pelo NOVO ACESSO VIÁRIO do entorno do AEROPORTO e o Governo do Estado, via DAESP, com as demais obras, inclusive desapropriação. No dia 28 de dezembro do ano passado, na entrega de 250 moradias populares em Ribeirão Preto, o Governador Geraldo Alckmin disse que tinha boas notícias em relação ao aeroporto Leite Lopes e textualmente disse: “foram concluídos os estudos da chamada curva de ruído e o Governo do Estado vai pagar as desapropriações”. Ficou claro para Ribeirão que na desapropriação estava incluso a transferência das famílias para outro local.
Na segunda-feira última, estivemos em São Paulo para leitura da minuta do convênio para dar início às obras de deslocamento da pista do aeroporto para sua efetiva internacionalização. Se tudo estivesse como FOI COMBINADO COM O GOVERNADOR, a minuta seria assinada no mesmo dia. Não entendi até agora o que aconteceu. O Secretário de Transportes do Estado, Saulo de Castro veio com nova proposta, alterando o que o governador havia dito. Fomos pegos de surpresa com a nova proposta. Outro fato que me chamou a atenção é que o Superintendente do Daesp, Ricardo Volpi (que havia repetido à imprensa local o que dissera o Governador), o presidente da DERSA (Laurence de Lourenço) e o Procurador Jurídico (Ivan Agostinho) da PGE não se manifestaram. Eles sabiam do compromisso já assumido, mas diante da pressão do Secretário de Transporte, sequer abriram a boca para confirmar as definições das últimas reuniões. O Secretário Saulo queria que eu fizesse o remanejamento orçamentário de 15 milhões para REASSENTAMENTO até agosto deste ano. Falou que era um absurdo a Prefeitura não remanejar 1% do orçamento. Afirmei que não tinha como fazer esse remanejamento, mesmo porque o orçamento deste ano foi votado e aprovado pela Câmara no ano passado. Não se pode alterar essa realidade na Administração Pública. O secretário disse que só quero aparecer na questões que envolvem o AEROPORTO LEITE LOPES, que fico cobrando soluções do Estado, que gosto de dar entrevistas e dizer NOSSO AEROPORTO, mas não quero ajudar a pagar essa conta. Afirmei que a prefeitura já se comprometeu com a malha viária e vai MANTER o compromisso, mesmo a obra sendo obrigação do ESTADO, porque o aeroporto é administrado pelo Estado, através do Daesp e não pelo município.

Em MINHA OPINIÃO, essa mudança de atitude, noticiada pelo secretário, pode ter várias interpretações políticas e administrativas, sendo:

1) Adiar o início das obras novamente (com mais capítulos nesta novela mexicana).
2) Jogar a culpa na Prefeitura para justificar o atraso da obra.
3) Criar dificuldade para dar voz a algum "salvador" da pátria.
4) Dar crédito político a outras pessoas que não participam desta cobrança pelo aeroporto.
5) Ou o Secretário Saulo desconhece as entrevistas que o governador disse na imprensa local.
6) Ou é pura e simplesmente um jogo eleitoral, onde a maior prejudicada será a cidade de Ribeirão.

Todas as entrevistas que concedi nos últimos anos para imprensa envolvendo o aeroporto tinham como fonte de informações o ex-superintendente do Daesp. Sérgio Camargo é quem me passava as informações. Ele, no entanto, dizia uma coisa para mim e outra para a imprensa. Quando tentavam desqualificar meu discurso, ele negava minhas colocações. Mas a verdade, como sempre ocorre, veio à tona e o então superintendente do Daesp tornou-se um ex-superintendente.

Todos sabem da minha luta pelo AEROPORTO e quanto isso tem desgastado minha relação com o Governo do Estado. Ocorre que minha briga é para que Ribeirão receba investimentos. Eu brigo por essa cidade. Eu defendo Ribeirão. Nós precisamos de um AEROPORTO INTERNACIONAL e de investimentos para que a cidade continue competitiva e atrativa para o mercado comercial. O aeroporto está perdendo espaço no Brasil devido a inércia de muitos que poderiam ter feito e não fizeram. Nem sequer é possível explicar por que a empresa que ganhou o processo licitatório para construção do GALPÃO ALFANDEGÁRIO tenha demorado quase 10 anos para colocar o primeiro tijolo, sem qualquer notificação judicial de cobrança pelo DAESP.

Mas não desisto nunca de minhas lutas. Por isso, começo hoje um manifesto na cidade pedindo a população que leu nos jornais ou assistiu as entrevistas do governador afirmando que o Estado ficaria responsáveis por todas as obras, inclusive as desapropriações, me ajude a cobrar do governador do Estado o início das obras no aeroporto, para ainda este ano. Chega de esperar. O povo já esperou demais. Ribeirão Preto não pode ficar à espera da vontade de alguns para que isto se realize. Corremos o risco de ficar os mesmos 100 anos esperando soluções, como ocorreu com o caso das enchentes que castigou comerciantes e moradores por um século. Eram discursos bonitos, gente cheia de boa vontade, mas sem iniciativa para solucionar o problema.  O mesmo ocorreu com a AGRISHOW quejá  havíamos perdido para São Carlos quando assumi a Prefeitura. Virei motivo de "chacota" quando não tive apoio e comecei a campanha  "FICA AGRISHOW". Enfrentei comentários maldosos e críticas doloridas, mas graças a DEUS deu certo. A AGRISHOW FICOU. Quantos anos será que a população deverá esperar para ver o AEROPORTO que sonhamos para Ribeirão? - Sei que depois que publicar esse texto, muitas críticas virão. Não me importo, quero que ATENDA A NOSSA CIDADE. Quero que atenda RIBEIRÃO!

Teatro de Arena em Obras - Por Jornal A Cidade

Ótima matéria publicada pelo Jornal A Cidade:

terça-feira, 20 de março de 2012

Internacionalização do Aeroporto Leite Lopes - Jornal A Cidade

Matéria do Jornal A Cidade do dia 29/12/2011 a respeito da promessa do Estado para viabilizar a ampliação da pista do Aeroporto Leite Lopes. Para relembrar o caso: 

quinta-feira, 15 de março de 2012

CAMPUS DE UMA UNIVERSIDADE FEDERAL para Ribeirão

No ano de 2010, encaminhei um ofício ao Ministério da Educação, pedindo um CAMPUS de UNIVERSIDADE FEDERAL para Ribeirão. Em resposta ao ofício,  no dia 22 de Setembro de 2011, fomos recebidos pelo Secretário de Educação Superior do MEC, Luiz Cláudio Costa. Ontem recebi um ofício do Ministério da Educação dizendo que o pedido de implantação de um CAMPUS DE UNIVERSIDADE FEDERAL foi registrado no DIFES/SESU e encaminhado para estudo técnico. Espero que nossa cidade seja analisada com carinho e nosso pedido atendido. Estiveram nesta reunião comigo a professora Débora Vendramini (Secretaria da Educação), Tanielson (Secretário de Turismo),  Maurílio Romano (vereador) e Márcio Santiago. Confira aqui a visita ao Ministério da Educação:
http://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/ccs/snoticias/i33principal.php?id=19803

sexta-feira, 9 de março de 2012

Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e Casa Abrigo - Gazeta de Ribeirão

Agrishow 2012 - Gazeta de Ribeirão

Encontro das Blogueiras na FNAC

O encontro de Blogueiras na FNAC foi maravilhoso e muito gostoso. Quero agradecer o convite e parabenizar a organização do encontro. Um abraço à todas amigas Blogueiras pela oportunidade.


Alckmin e os ANESTESISTAS do HC

Encaminhei um ofício ao Governador Geraldo Alckmin pedindo que interceda junto ao HC com relação a situação dos ANESTESISTAS. O número de profissionais da área é insuficiente para a grande demanda, comprometendo as cirurgias e o atendimento das famílias. Hoje vi uma entrevista do Médico Ulysses Strogoss de Matos, Infectologista do HC, criticando a falta de estrutura e falando da necessidade de mais profissionais. Dr. Ulysses me disse hoje por telefone, que mais de 40 mil exames radiológicos feitos pelo HC estão sem laudo. Disse que necessita URGENTEMENTE de radiologistas. Isso é preocupante. Fazer laudo de 40 mil exames não se faz da noite para o dia.

Desfavelamento da Favela da Mata

Está programado para o próximo dia 23 deste mês, a remoção de mais 61 casas do CDHU de mais uma etapa do DESFAVELAMENTO de famílias da favela da Mata para o Conjunto Paulo Gomes Romeo. Encaminhei ofício convidando o Secretário da Habitação, Silvio Torres para acompanhar a entrega das novas casas.

Segunda, 15 horas, anúncio da CRECHE ESCOLA

o Deputado Rodrigo Garcia, Secretário de Assistência Social do Estado confirmou que segunda-feira, 15 horas, estará em Ribeirão Preto para anunciar as cidades da região que serão beneficiadas pela CRECHE ESCOLA. Estou na expectativa de que anuncie pelo menos uma para Ribeirão.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Minha Fan Page no Facebook

Convido a todos para conhecerem minha Fan Page no Facebook:



Parabéns às Mulheres!


Quero cumprimentar todas as mulheres maravilhosas que colaboram para o sucesso desse País. Para as mulheres ribeirãopretanas, cheias de energia, coragem, determinação e garra, um abraço especial.
Mulheres que lutam e fazem a diferença.
Mães, advogadas, juízas, médicas, cozinheiras, arquitetas, jornalistas, políticas, psicólogas, agentes, policiais, diaristas, domésticas, decoradoras, enfermeiras, apresentadoras, secretárias e tantas outras profissões. Meu reconhecimento pelas conquistas.

Parabéns a todas pelo "Dia Internacional da Mulher".


quarta-feira, 7 de março de 2012

Programa CRECHE ESCOLA do governo de São Paulo

Estou tentando via Governo do Estado de São Paulo conseguir uma CRECHE ESCOLA para Ribeirão. O Governador deve anunciar nos próximos dias a liberação do Projeto CRECHE ESCOLA para a região e estou ansiosa para saber se Ribeirão está inclusa. Já havia feito esse pedido pessoalmente no ano passado em visita ao Secretário de Assistência Social,  Rodrigo Garcia. Hoje consegui falar com o Secretário Rodrigo Garcia e pedi a inclusão de Ribeirão neste importante projeto. Necessitamos URGENTE de mais uma CRECHE  para a região do bairro Maria Casagrande, onde estão sendo construídos mais  apartamentos do CDHU para o projeto do desfavelamento. A inclusão de Ribeirão chegaria em boa hora.

Noedivaldo Bernardino do Sindicato dos Servidores Municipais

É muito importante ouvir a opinião das pessoas ligadas diretamente à saúde pública. Então, resolvi compartilhar a Nota do Noedivaldo, enfermeiro e diretor do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, publicado hoje no Jornal a Tribuna:

Novo Transporte Público por Gazeta de Ribeirão

O Jornal Gazeta de Ribeirão trata sobre o "Novo Transporte Público Coletivo" um marco na história de nossa cidade:

sexta-feira, 2 de março de 2012

Projeto MEI apresenta ótimos Resultados

O Projeto MEI conquista ótimos resultados. As Micro e Pequenas empresas estão em alta e registram o crescimento e desenvolvimento de Ribeirão Preto. Veja esta excelente matéria do Jornal Gazeta: 

Turismo em Ribeirão - Jornal A Gazeta

Confira a matéria do Jornal A Gazeta de Ribeirão sobre o Turismo em nossa Cidade:

Ribeirão tem a 3ª melhor Saúde Pública do Brasil - Jornal A Cidade

Achei muito boa a matéria do Jornal A Cidade que trata do assunto amplamente divulgado pela mídia onde o Ministério da Saúde aponta Ribeirão Preto como a 3ª melhor cidade do país em saúde pública:






Resumo do que foi feito e está sendo feito na SAÚDE de Ribeirão nesses últimos 3 anos

1)   Aquisição do Hospital Santa Lydia
ü Área construída: 7500m²
Leitos já disponíveis: 74 vagas disponíveis para internação. Este número chegará a 110 vagas.

ü Total de funcionários: 230 (manutenção do quadro de funcionários já existente)
ü Total de Médicos: 130
ü Valor do Hospital: Cerca de R$ 30 milhões
ü Atendimentos: 300 atendimentos diários, praticamente todas as especialidades.
ü Equipamentos e Diagnóstico: São 120 tipos diferentes de equipamentos de diagnóstico por imagem

2)   Construímos:

ü Centro: Centro de Referencia em especialidades – DST/AIDS
ü Heitor Rigon: Unidade Saúde da Família
ü Vila Abranches: Farmácia na UBS
ü Vila Virgínia: Farmácia na UBDS


3) Estamos Construindo:

ü Unidade de Pronto Atendimento Treze de Maio
ü Jardim Marchesi: Unidade Básica de Saúde

4) Reformamos:

ü Parque Ribeirão: Unidade Básica de Saúde
ü Marincek: Unidade Básica de Saúde
ü Campos Elíseos: Unidade Básica de Saúde
ü Ipiranga: Unidade Básica de Saúde
ü Vila Tibério: Unidade Básica de Saúde
ü Centro de Fisioterapia do CEREST
ü Farmácia do NGA 59
ü Quintino II: Farmácia na UBDS
ü Maria Casagrande: Implantamos Sala de Coleta de leite Materno

       5) Estamos Reformando:   

ü Reforma de 20 leitos do Hospital Santa Lydia
ü UBDS Central
ü UBDS Quintino
ü UBDS Castelo Branco
ü Vila Lobato: Centro Municipal de Serviços Comunitários
ü Vila Recreio: Farmácia da UBS
               
6) Estamos licitando:
ü Paulo Gomes Romeo: UBS (em fase de licitação da obra)
ü Jamil Cury: Centro Comunitário para equipes da ESF (licitando a obra)
ü Santa Cruz: Reforma da UBS
ü Quintino I: Reforma da UBS
ü Flamboyant: Projeto da UBS
7) Contratamos:
ü Médicos: 230
ü Auxiliar de Enfermagem: 105
ü Enfermeiros: 35
ü Auxiliar de farmacêutico: 7
8) Implantação do Programa Dr. Móvel

Atendimentos Disponibilizados:
ü Exames de espirometria (que detecta a capacidade pulmonar),
ü Aplicação de audit (questionário aplicado com a finalidade de detectar propensão ao alcoolismo),
ü Aferição de pressão arterial,
ü Glicemia,
ü Prevenção à saúde bucal,
ü Hipertensão arterial,
ü Dentre outros.
Estrutura do Ônibus:
ü Conta com três salas: uma fixa e duas reversíveis.
ü A sala fixa é destinada ao atendimento de ginecologia e obstetrícia, podendo realizar exames de Papanicolau.
ü Já as outras duas salas podem ser usadas para clínica médica ou pediatria e outra para procedimentos de enfermagem.
Equipe
ü 1 médico, 1 enfermeira, 1 auxiliar de enfermagem, e 1 escrituraria.

9) Duplicamos de 4 para 8 o número de Sala de Radiologia  na Rede

ü Vila Virginia: Implantação de Sala de RX, na UBDS
ü Castelo Branco: Implantação de Sala de RX, na UBDS
ü Santa Lydia: Disponibilização de dois aparelhos no Hospital
ü Implantação do Serviço de Traumatologia na SMS, atualmente no HOSPITAL SANTA LYDIA
ü Aquisição de macas, cadeiras de rodas, leitos, cadeiras de hidratação e equipamentos de utilização em urgência e emergência.

10) Disponibilizamos a Escala Médica na Internet
ü População poderá consultar diariamente os médicos das cinco UBDS que atendem no Pronto Atendimento, bem como das Unidades de Saúde da Rede Municipal
4-Adquiriu 32 veículos novos para a Secretaria da Saúde, sendo:

Investimento total  de R$ 1.955.793,00
ü 11 Ambulâncias, sendo: 10 USBs e 01 USA como renovação de frota, sendo a mais antiga 2009, temos 02 ambulâncias do ano de 2009, 5 ambulâncias do ano de 2010, 4 ambulâncias do ano de 2011, as outras são ambulâncias reservas.
ü  5 Prisma,
ü  7 Van leva e traz
ü  5 Kombis,
ü  1 Furgão adaptado, 
ü  1 Van,
ü  1 Zafira,
ü  1 Courie

12) Informações sobre a UPA ( Unidade Pré-Hospitalar) que está em construção na av. 13 de Maio:
  • A unidade terá capacidade para realizar 9 mil atendimentos mensais para uma região com 300 mil pessoas.
    Mais dois projetos para construção de duas UPA  estão em andamento (licitação), sendo:

 ü Quintino II (uma)
ü Vila Virginia (uma)

quinta-feira, 1 de março de 2012

Zezé Najem - Uma guerreira

Como eu gosto da Zezé! Ela para mim sempre foi uma mãe. Alegre, cheia de vida, sempre empurrou a gente para frente. Uma mulher que não mediu esforços para ver a alegria dos que a cercam. Esta fase está sendo muito difícil para ela, neste momento do tratamento de saúde. E por amar tanto ela, a gente está sofrendo junto. Hoje estive no hospital para visitá-la. Me deu uma dor profunda de ver minha querida Zezé deitada naquela cama, cheia de aparelhos e lutando...lutando...lutando.  Como confio muito em DEUS, nunca perco a esperança. Mas dói ver os que amamos em momentos tão difíceis e que não podemos fazer, a não ser ORAR. Por isso peço uma corrente de Orações em nome de Maria José Najem. Que ela possa passar este momento difícil de saúde e superar esta fase.

Fato estranho ontem no BOSQUE

Ontem, por volta das 11 horas da manhã, um helicóptero branco, com cinegrafista sobrevoou a uma altura MUITO BAIXA - quase encostando na copa das árvores - o Bosque e Zoológico Municipal Fábio Barreto. A inconsequência do ato causou um estresse muito grande nos animais, que ficaram extremamente agitados e alguns agressivos, inclusive os leões e tigres. O helicóptero tentava pegar imagens da elefanta Maison, que por voar tão baixo, chegava a levantar poeira do chão, assustando a elefanta. Como a elefanta começou a ficar muito agitada, foi necessário que a equipe do Bosque colocasse ela embaixo da lona para evitar que ela ficasse agressiva. Com o barulho e vento do vôo muito forte, colocou em risco e agitação os pássaros e macacos, inclusive com possibilidade de bater o helicóptero nas árvores. Como até agora, não identificamos a finalidade do vôo, a Secretaria de Meio Ambiente vai registrar um boletim de ocorrência para que a polícia identifique a aeronave e o responsável pelo vôo. Segundo me informaram, é proibido sobrevooar locais onde existem grande quantidade de animais, como por exemplo, o ZOOLÓGICO, ainda mais na baixa altitude que o helicóptero sobrevoava. Também vamos fazer a denúncia na  ANAC.